Dracena


Dracena
Dracena

As dracenas são plantas arbustivas, nativas de uma vasta região da África tropical, sendo encontradas em países como Sudão, Moçambique, Costa do Marfim e Angola. Pertencem à família Asparagaceae, a mesma do aspargo, da pata de elefante e do ornithogalum.

Embora existam várias espécies de dracena, a mais comumente utilizada no paisagismo e na decoração de interiores é a Dracaena fragrans, assim nomeada graças ao perfume de suas flores. No exterior, esta planta é conhecida como cornstalk dracaena, por sua semelhança com um pé de milho. Bastante versátil, pode ser cultivada tanto sob sol pleno, em jardins, como em ambientes fechados, sob meia-sombra. Trata-se de uma excelente opção para quem dispõe de pequenos espaços.

Além de ser uma planta de fácil cultivo e bastante resistente, a dracena tem uma folhagem ornamental, capaz de trazer vida ao ambiente, mesmo sem flores. Sua presença em interiores contribui para a purificação do ar, uma vez que a planta é capaz de filtrar elementos tóxicos presentes no ambiente. Estudos conduzidos pela Nasa comprovaram este poder de determinadas plantas, como a dracena, de tornar mais puro o ar que respiramos dentro de casas e apartamentos. Mais uma ótima razão para trazer um pouco de verde para o apê.

Pouco conhecida, a flor de dracena apresenta-se como inflorescências, conjuntos de pequenas flores que assumem a forma de panículas, cachos bastante ramificados. Uma característica marcante da flor de dracena é seu perfume adocicado, que atrai vários agentes polinizadores, como abelhas e beija-flores. Sua coloração pode ser branca ou rosada, dependendo da variedade.